O que é Exchange?

o que é exchange?

Todo novo comprador potencial de Bitcoin encontrará uma variedade de exchanges competindo por seus negócios. A escolha do caminho certo depende de muitos fatores diferentes.

Uma exchange deve ser regulamentada pelo governo, bem como atender aos requisitos de “conhecer seu cliente” e ter sistemas anti-lavagem de dinheiro. Por isso, para configurar uma conta e começar a negociar em qualquer bolsa atualmente existente, você precisa passar por longos procedimentos burocráticos.

Por exemplo, a maioria das exchanges exigirá que você conecte uma conta bancária existente antes de poder começar a negociar, o que geralmente exige o fornecimento de informações detalhadas de identificação pessoal, anulando assim o anonimato dos compradores de Bitcoin.

No entanto, as exchanges oferecem uma escolha incomparável de opções de negociação. Esteja você procurando uma plataforma completa para trading ou uma solução mais simples para uma negociação única, encontrará uma exchange que se adapta às suas necessidades.

Além disso, a maioria das plataformas pode ser acessada por meio de dispositivos móveis e de desktop, permitindo que os usuários negociem de qualquer lugar.

As exchanges variam nas opções de pagamento que aceitam, níveis de segurança, limites de compra, taxas, requisitos de verificação e assim por diante.

Segurança

Além da negociação, a maioria das exchanges oferece serviços de carteira; no entanto, é provavelmente a maneira menos confiável de armazenar seus fundos.

Apesar de operar como uma instituição financeira regulamentada, as bolsas de BTC não oferecem o mesmo nível de proteção que os bancos normais. As plataformas de negociação são propensas a ataques de hackers ou podem simplesmente fechar ou falir, muitas vezes mantendo os fundos dos usuários.

Portanto, embora seja a opção preferencial para aqueles que desejam se envolver em operações regulares com criptomoedas, a burocracia, os riscos potenciais e a falta de anonimato associados às trocas de Bitcoin o tornam inadequado para alguns clientes.

Antes de comprar Bitcoin você precisa de um local para armazená-lo. No mundo das criptomoedas, esse lugar é chamado de ‘carteira’, e elas vêm de várias formas.

Diferentes tipos de carteiras fornecem aos proprietários de Bitcoin diferentes tipos de opções de segurança, armazenamento e acesso.

É importante mencionar, no entanto, que sua carteira não armazena tecnicamente seus Bitcoins. Em vez disso, possui chaves privadas, essenciais para acessar um endereço de Bitcoin e poder acessar os fundos.

Essas chaves digitais são necessárias para assinar uma transação e, se o usuário as perder, ele essencialmente perdem o acesso aos seus Bitcoins.

Características

Para realmente entender as exchanges de criptomoedas, pense sobre como esses novos tipos de plataformas de trocas são diferentes das bolsas tradicionais. As criptomoedas são inerentemente instáveis em termos de valor e fornecimento.

Criptomoedas como Bitcoin foram associadas a grandes eventos nos quais o valor mudou drasticamente durante um curto período de tempo, ou onde as principais trocas ocorreram devido a roubo, fraude ou outros problemas.

As exchanges de criptomoedas precisam criar proteções contra alguns desses eventos. No entanto, elas servem como um veículo essencial para o uso líquido de ativos de criptomoeda.

De outras formas, as trocas de criptomoedas funcionam como as trocas tradicionais. Em muitas dessas plataformas, compradores e vendedores de criptomoedas podem fazer pedidos limitados ou pedidos de mercado, e o processo de intermediação funciona como faria para qualquer outro tipo de ativo.

A exchange ajuda na transação e coleta as taxas. A diferença é o ativo subjacente – Bitcoin ou Ethereum ou alguma outra criptomoeda que não possui as mesmas propriedades de avaliação que uma moeda nacional.

Quais são os tipos de exchanges?

Existem três tipos:

  • Plataformas de negociação: plataformas que conectam compradores e vendedores.
  • Corretoras: plataformas que vendem criptomoedas a um preço definido, agindo de maneira semelhante aos prestadores de serviços que lidam com Forex (moeda estrangeira).
  • Negociação direta: plataformas que oferecem negociação direta peer-to-peer. Isso permite que os usuários troquem moedas em todo o mundo e o vendedor e o comprador paguem um preço.


Quais são os requisitos para as exchanges?

Para poder existir e operar, uma exchange precisa aderir às leis do país. Essas leis geralmente seguem regulamentos relacionados à proteção do cliente.

Duas delas são importantes na maioria dos países: Leis contra lavagem de dinheiro e Conheça o Seu Cliente (KYC).

As primeiras existem para impedir que qualquer atividade ilegal relacionada ao dinheiro seja legítima. Já as leis KYC devem garantir que uma plataforma como uma exchange saiba com quem está lidando; para proteger os clientes existentes, os negócios e a integridade de uma transação comercial.

É um pouco como ter um score de crédito – pelo qual os bancos confiam em um indivíduo porque adquiriram credibilidade.

Para regular isso, a maioria das bolsas solicita que traders e usuários vinculem sua conta na plataforma à sua própria conta bancária pessoal. Em primeiro lugar, isso ajuda a criar um local a partir do qual a moeda fiduciária pode ser enviada e recebida.

Em segundo lugar, ajuda a verificar a identidade e a credibilidade de uma pessoa.

O que é uma exchange descentralizada?

Existem dois tipos de exchange: tradicionais e descentralizadas.

Uma exchange descentralizada visa operar sem qualquer figura governante central. Isso significa que a plataforma é executada em um blockchain que não possui ativos, informações ou dados, mas permite que as transações entre os usuários ocorram.

Ao usar contratos inteligentes, uma exchange descentralizada gera algo chamado “tokens de proxy” que representa um ativo que oferece a oportunidade de negociar entre usuários.

O que procurar em uma exchange?

Há vários aspectos que você deve considerar:

  • Credibilidade: a exchange deve ser capaz de mostrar que é confiável
  • Taxas e pagamento: todas as exchanges têm taxas diferentes e você precisa saber como ela funciona em termos de taxas. Além disso, verifique quais métodos de pagamento oferece. Podem ser métodos como um banco, cartão de crédito ou Paypal.
  • Restrições e regulamentos: alguns países são amigáveis com as criptomoedas, enquanto outros não. Antes de escolher uma exchange, verifique se é compatível com o governo.